O Grande Hotel Budapeste

Há filmes que estão em categorias muito selectas, sendo por norma gostos adquiridos. Os filmes do Wes Anderson são um bom exemplo disso: histórias simples que parecem não lembrar ao diabo, com uma  realização peculiar e parcerias artísticas formidáveis.

Desta vez vemos uma entre Anderson e Ralph Fiennes. E o meu veredicto nisto é: dêem uma de Tarantino e Christoph Waltz e façam uma trilogia.

Que Fiennes é versátil e talentoso já nós sabíamos (2 nomeações para os Óscares onde foi completamente  roubado – O Paciente  Inglês  e A Lista de Schindler). E engraçado também (quem não recorda o “riso” malefício do Voldemort). O que eu não estava à espera era de ver uma personagem que equilibrada tão  bem a compostura com o humor como o Monsieur Gustave.

Conhecemos Gustave H. através da narrativa de um jovem escritor hospedado no Hotel e que a ouviu da boca de Zero Mustafa, o dono de um hotel outrora majestoso e que se encontra na ruína.
E a história  de Gustave H acaba por ser a história do hotel.

No seu auge o último era um antro de glamour e esbanjamento sob o comando do primeiro, o seu gerente. Esta gerência é retratada como um assunto muito sério. No Grande Hotel Budapeste não era aceite nada menos do que a perfeição, e caso fosse necessário o Monsieur Gustave tomava a seu cargo os trabalhos menos  ortodoxos. Como…  Digamos…  “Agradar às velhotas”…

É em virtude  de um dos seus casos com senhoras muito seniores que Gustave H. se mete numa enorme alhada.  Da herança da estimada senhora calha uma parte ao nosso amigo (um quadro famosíssimo) e entra em acção o filho ganancioso e o seu mobster  prontos a remediar esse ponto. Nas entrelinhas vamos também conhecendo a linda história de amor do nosso narrador,  o espirituoso  Zero, com a moça da pastelaria  de açúcar refinado, Ágata.

Recorrendo a um estilo de “desenho animado” e com uma estrutura visual muito organizada somos conduzidos pelo decorrer da narrativa que apesar de simples nos vai mantendo perfeitamente entretidos.

Este filme foi um daqueles que não surpreende ao colectar tantos prémios e ao ser nomeado para nove categorias nos Óscares, tirando a nomeação para Melhor filme do Ano, são todas categorias mais técnicas.
Nesse aspecto só sei mesmo assegurar que sendo um Granda Filme, não é o filme do ano; continua a ser um 2º/3º lugar muito honroso.

A título de curiosidade atrevo-me a dizer que em termos de guarda roupa e caracterização garanto que está óptimo! Se modificou por completo um actor para o papel de Zero até o tornar irreconhecível…? Não. Não está esse tipo de bom, é só um erro de casting no IMDB.

Metam as pipocas no microondas, arranjem o filme e tenham uma sessão de cinema divertida!

Trailler Legendado:

Link IMBD: http://www.imdb.com/title/tt2278388/?ref_=nv_sr_1

Pontuação  d’Ela: 8,5/10

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s